Sessão da Mostra Luta, com dois filmes de Campinas, ocupa e reivindica sala de cinema no MIS

mostra luta

Ontem, dia 15 de outubro, a Mostra Luta realizou uma ocupação na inacabada Sala Glauber Rocha, no MIS, pelo segundo ano consecutivo. Como destacou a historiadora e funcionária do MIS, Sonia Fardim, a ação faz parte da luta histórica realizada para a construção de uma sala pública de cinema no MIS. Orestes Toledo, também historiador e funcionário do MIS, ressaltou a vontade de que a sala tenha toda a estrutura necessária para o cinema, desde que seja auto-gestionada pela população, como são as demais atividades no museu.

A ocupação já havia ocorrido no ano passado, com a presença do diretor de cultura de Campinas, Gabriel Rapassi. Na ocasião, ele havia se comprometido com a construção da sala. Uma ano depois, ainda aguardamos que seja iniciado o projeto e continuamos a ocupar o espaço para cobrar esta reivindicação histórica, dentro do direito ao acesso à cultura e da necessidade de uma sala de cinema na cidade.

Durante a “Ocupação sala de cinema Glauber Rocha” foram exibidos quatro filmes. Os dois primeiros foram produções de Campinas. Crônica de uma obra aberta, de Viviana Echávez, Flávio Ferrão e Alberto Cohon, foi resultado de um curso de documentário no MIS. O trabalho retrata a busca dos participantes na realização de um filme sobre a democracia e frente à surpresa das manifestações de 2013, que mudaram o rumo do projeto. O segundo, Quem não é visto não é lembrado, de Gabriel de Barcelos, busca fazer uma reflexão sobre o uso da câmera dentro das lutas sociais.

Além dos dois filmes campineiros, foram exibidos Independência ou… da TV Viva, grupo pernambucano dos anos 80 que atuou no campo do vídeo popular e da TV de rua e Jornada dos Povos na Serra do Padeiro, sobre a luta indígena na Bahia. Os filmes geraram vários debates, ao final da exibição tanto sobre a linguagem do cinema, como sobre as questões políticas abordadas.

mostra luta 2

 

mostra luta 3

Mostra luta continua hoje

A Mostra Luta segue com o debate “Tecnologias e Lutas: Pré-Encontro de Comunicadoras e Comunicadores Livres de Campinas”, com a presença do TC Silva, da Casa de Cultura Tainã e outros convidados. Hoje, dia 16 de outubro, a partir das 19 hs, no MIS, Campinas.

Veja a programação completa

fotos: Sonia Fardim