Ditadura militar marcou as discussões na abertura da Mostra Luta

mostra luta

A Sétima Mostra Luta teve o seu início ontem, dia 10 de outubro, com a abertura de duas exposições. Além da tradicional mostra de fotografias das lutas sociais, os participantes tiveram acesso às ilustrações de Didi Helene, do livro Brasil: Ditadura Militar- um livro para os que vieram bem depois de nós, trabalho que traz a história do regime ditatorial no Brasil, para crianças.

Na parte do audiovisual, ocorreu a exibição do longa ficcional Corte Seco, de Renato Tapajós. O filme, com características autobiográficas, mostra a experiência vivida pelos presos políticos na Ditadura Militar, mostrando de forma bem crua e direta as torturas e o dia-a-dia dos militantes da resistência, na prisão. Após a exibição, os participantes conversaram com o diretor, presente na sessão, fazendo perguntas e colocações sobre o trabalho.

A Mostra Luta segue hoje, dia 11 de outubro, com teatro exibições de rua. Na Praça Bento Quirino ocorrerá a apresentação de Fuleiro Circo, da Companhia Estudo de Cena, às 17h30. Logo após, no mesmo local, serão exibidos os curtas Relato de uma Experiência: A farsa da Justiça em El Dorado dos Carajás, Revolta da Roleta e Unindo quebradas 1: o Filme.

Saiba mais informações pela programação completa